Bem estar

Saiba o que pode acontecer se escovar os dentes com força

escovar os dentes com força

Há algumas décadas, consultas médicas para análise da saúde bucal eram um luxo para poucos. Até mesmo o acesso aos tratamentos mais simples poderiam custar caro, logo acreditava-se que a limpeza dos dentes dependia somente da escovação intensa.

Hoje em dia, todos sabemos da importância de uma boa escovação de nossos dentes e do uso correto do fio dental para mantermos nossa saúde bucal. Porém, existem formas próprias para realizar essa ação.

A escovação dos dentes de forma incorreta pode, na verdade, causar danos em nossa boca e até mesmo trazer consequências mais sérias.

A seguir, vamos tratar das consequências de uma má escovação e trazer dicas valiosas para sua saúde bucal.

Perigos da escovação com força

Um bom convênio odontológico, seja ele um plano empresarial odontologico ou individual, pode te ajudar a manter uma frequência saudável de visitas ao dentista, porém é importante prezar pela higiene bucal no cotidiano.

Para isso, o ideal é que não se escove os dentes com força, pois isso pode empurrar a gengiva, expondo uma parte das dentições que não possui esmalte. Isso é chamado de retração gengival.

O esmalte funciona como uma camada protetora para nossos dentes. Quando alimentos e bactérias entram em contato direto com a parte sem essa película, ela fica mais suscetível ao desenvolvimento de cáries.

Uma escovação com muita força também pode lesionar a gengiva, causando dor e fragilizando as defesas de nossa boca. Essas lesões são porta de entrada para outras bactérias que podem levar a infecções graves.

Apesar de não parecer, escovar os dentes exige bastante coordenação motora, pois a região bucal é sensível e pode ocasionar em lesões. Uma higiene apropriada pede por concentração e paciência, limpando as dentições delicadamente,

Lembre-se de que sentir dor ao escovar os dentes não é normal e indica uma sensibilidade elevada. 

A causa da sensibilidade pode ser a perda de esmalte dos dentes. Quando isso ocorre, a dentina, um tecido poroso presente abaixo do esmalte, fica exposta. Esses poros têm ligação direta com os nervos, que serão atingidos pela mudança de temperatura.

Caso esteja com lesões ou incômodos na boca, procure um dentista. Se você busca economizar, pode contratar um plano, pois já existe plano dentário para mei, tornando as consultas mais acessíveis.

Quantas vezes devo ao dia escovar meus dentes?

Podemos cair no mito de que escovar os dentes toda hora significa uma boa limpeza dos dentes.

Na verdade, quando escovamos muitas vezes ao dia, podemos acabar retirando o esmalte dos dentes, facilitando o desenvolvimento de cáries e aumentando a sensibilidade.

Esse aumento na sensibilidade pode trazer incômodo ou dor ao ingerirmos alimentos muito frios ou quentes, e até mesmo ao entrar em contato com açúcares ou acidificada.

Por isso, o ideal é escovar os dentes de duas à três vezes ao dia. Pela manhã, após a refeição principal e antes de dormir são os horários mais indicados para a higienização dental.

Quando o paciente apresenta sensibilidade dentária, é prudente procurar entender se há a possibilidade de assinar um plano odonto empresarial, assim adquirindo benefícios e descontos para tratamentos e consultas.

Como escovar os dentes corretamente

Uma escovação eficiente começa na hora de escolhermos uma boa escova de dentes. Procure escolher um dispositivo de higienização com cerdas macias.

Lembre-se de escovar os dentes com calma e paciência, utilizando movimentos suaves, durante pelo menos dois minutos. Segue abaixo uma lista de passos essenciais para uma boa escovação:

  • Escovar a parte da frente dos dentes;
  • Escovar a parte de trás dos dentes;
  • Escovar a língua e, às vezes, utilizar o raspador de língua;
  • Não esquecer de usar o fio dental.

Seguindo esses passos você terá uma boa escovação. Porém sempre consulte um profissional, pois cada boca tem suas peculiaridades e, às vezes, é necessário algum cuidado especial.

Faça visitas regulares ao seu dentista de confiança. Contratar um plano pode ser uma boa opção para economizar, dependendo do caso. Através de um plano odontologico para microempreendedor individual há economia.

Caso tenha interesse em contratar um plano, pesquise as opções em diferentes lugares e empresas para encontrar o que mais combina com suas necessidades e com orçamento. 

Antes de fazer a contratação, procure entender como funciona cada tipo de contrato e as diferenças entre os individuais, familiares, etc. Veja também a faixa de idade de cada um. Procure entender também como funciona plano odontologico empresarial.

Veja outros conteúdo e dicas

Qual a sua reação?

Animado
0
Feliz
0
Apaixonado
0
Mais ou menos
0
Empolgado
0

Você pode gostar

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em:Bem estar